Pensada para ser ferramenta de uso cotidiano de Notários e Registradores, a Base de Dados INR fornece ao seu usuário interessante forma de desenvolver as suas pesquisas. A partir das já tradicionais seções do Boletim Eletrônico INR (como Classificadores INR SP, Jurisprudência e Opinião, por exemplo), bem como de novas seções (Suplementos da Consultoria INR, por exemplo), o assinante conduzirá suas buscas de modo dirigido e intuitivo.

Funciona assim: o usuário seleciona uma seção ou algumas das seções ou todas elas, clica em avançar, refina, se desejar, a sua seleção e chega aos resultados da procura eletrônica.

Para deixar a explicação menos abstrata, valem alguns exemplos: o assinante pode desejar encontrar jurisprudência, descendente do STJ e do TJSP, com a expressão alienação fiduciária. Assim sendo, selecionará na primeira tela, o item Jurisprudência e clicará em avançar. Na segunda tela elegerá o STJ e o TJSP e, no campo textual, inserirá a expressão alienação fiduciária.

Outro exemplo: poderá o usuário procurar por opinião de Antonio Herance Filho e jurisprudência do STJ sobre imposto sobre a renda. Seguindo a mesma lógica do primeiro exemplo, na primeira tela o assinante selecionará os itens Jurisprudência e Opinião e clicará em avançar. Na segunda tela escolherá o órgão STJ e o autor Antonio Herance Filho e, no campo textual, inserirá a expressão imposto sobre a renda.

Se lhe apetecer, o usuário poderá, ainda, limitar temporalmente o resultado da sua busca.

Importantíssimo dizer que a busca da Base de Dados INR usa critérios de aproximação. Então, mesmo que os termos ou as expressões indicados pelo assinante não encontrem exata correspondência no conteúdo acumulado e a ferramenta de busca listará resultados aproximados.

O que você deseja encontrar?

Avançar